Os 8 museus imperdíveis no Brasil

Os 8 museus imperdíveis no Brasil

Os 8 museus imperdíveis no Brasil

 

Como o maior país da América Latina, o Brasil abriga uma complexa história social.

Da colonização dos portugueses à chegada da herança africana das décadas de escravidão; a rica diversidade da nação é retratada por seus muitos museus e galerias de arte que preservam o passado e o presente do Brasil.

Vamos agora explorar alguns dos principais museus do país.

 

Museu do Amanhã

Desde sua inauguração antes das Olimpíadas de 2016, o Museu do Amanhã se tornou a atração mais visitada do Rio de Janeiro.

Um ícone da recém-reformada Praça Mauá, a impressionante aparência do outro mundo foi projetada pelo arquiteto neo-futurista espanhol Santiago Calatrava.

Como museu de ciências, o Museu do Amanhã explora questões de sustentabilidade e mudanças climáticas e prevê cenários futuros do nosso planeta com base em implicações ambientais, sociais e econômicas.

Os monitores interativos e o foco em imagens vibrantes fazem desse museu um passeio dinâmico e divertido.

 

Museu Oscar Niemeyer

Oscar Niemeyer é o arquiteto mais famoso do Brasil.

Embora a maioria de suas obras sejam exibidas em Brasília, o próprio museu fica em Curitiba, no sul do Brasil.

Niemeyer projetou o museu pessoalmente e mostra seu estilo modernista de marca registrada com traços curvos.

O museu tem uma série de exposições rotativas que exibem artistas brasileiros e internacionais, além de uma exposição permanente do melhor trabalho de Niemeyer.

 

Museu de Arte de São Paulo (MASP)

Com uma localização privilegiada no conceituado centro de negócios de São Paulo, a Avenida Paulista, o MASP não precisa se esforçar para se destacar de seus arredores.

Uma grande estrutura vermelha em forma de caixa equilibra-se em grandes pilares e é um exemplo notável da arquitetura modernista.

Projetado por Lina Bo Bardi e concluído em 1968, este museu estilizado contém a mais importante coleção de arte ocidental da América Latina.

 

Museu do Oratório

Situado dentro de paisagens históricas do charmoso Ouro Preto, o Museu do Oratório contém uma coleção de oratórios católicos que datam entre os séculos 12 e 17.

Exibido dentro de uma mansão histórica de três andares, o museu inteiro é dedicado a artefatos religiosos.

No entanto, mesmo aqueles que não são religiosos, irão apreciar o nível extraordinário de cuidado e detalhes que foram dedicados à criação de cada artefato.

 

Pinacoteca do Estado de São Paulo

Fundada em 1905, a Pinacoteca do Estado de São Paulo é o museu mais antigo de São Paulo e um dos museus mais importantes do Brasil.

Está localizado dentro de um edifício histórico projetado por Ramos de Azevedo e Domiziano Rossi.

Após sua renovação nos anos 90 por Paulo Mendes da Rocha, este museu tornou-se um centro de cultura dinâmico que oferece vários eventos culturais, bem como uma ode a algumas das exposições de arte mais importantes do Brasil.

Abrigando uma das maiores coleções de pinturas brasileiras do século 19, a Pinacoteca do Estado de São Paulo também tem uma importante gama de arte modernista que merece uma visita.

 

Museu de Arte Sacra

A histórica cidade de Salvador é residência do Museu de Arte Sacra, uma galeria de arte situada no antigo Convento de Santa Teresa de Ávila.

Este museu foi fundado para proteger e preservar a arte sacra luso-brasileira.

Hoje contém peças raras de marfim, ouro e prata, além de uma coleção de pinturas do século XVIII que refletem a dinâmica de Salvador, com suas cores vibrantes e formas arrojadas.

 

Inhotim

Localizada a 60 quilômetros de Belo Horizonte, Inhotim é uma das galerias de arte mais comentadas e fascinantes do Brasil.

O fundador do museu é Bernardo Paz, que comprou a terra nos anos 80, quando os construtores ameaçaram destruir as paisagens naturais que cercavam sua fazenda.

Paz pediu ao paisagista brasileiro Roberto Burle Marx para transformar a terra em um jardim botânico antes de permitir que alguns dos melhores artistas do mundo construíssem enormes obras de arte aqui.

Atualmente, existem mais de 500 obras de arte para admirar, incluindo destaques como Sonic Pavilion por Doug Aitken.

Esta instalação de som de 200 metros / poço possui um microfone na parte inferior e ecoa os sons da terra para qualquer pessoa que visite.

 

Museu de Arte de Belém (MABE)

O Museu de Arte de Belém – muitas vezes abreviado para MABE – está localizado dentro do Palácio Antônio Lemos, e às vezes é chamado de Palácio Azul.

O prédio foi construído entre 1868 e 1883 e é conhecido por seu vistoso exterior neoclássico, móveis de época e interiores decorativos que refletem a era do boom da indústria da borracha no Brasil.

O Museu de Arte contém uma longa linha de importantes coleções de arte, incluindo mais de 1.000 pinturas, esculturas, desenhos, gravuras, livros e fotografias.

Se encantou com a quantidade de bagagem histórica que pode ser vista nos museus que se espalham pelo Brasil? Então não perca tempo e viaje para conhecer o quanto antes.

 

Cidades históricas no Brasil

Cidades históricas no Brasil

Cidades históricas no Brasil

 

Se comparado aos países europeus, o Brasil é relativamente jovem, com pouco mais de 500 anos.

No entanto, existem muitas cidades históricas como Ouro Preto, Tiradentes, Paraty, Olinda, Porto Seguro, Salvador entre outras que fazem parte do nosso patrimônio cultural e são homenagens ao nosso passado.

Essas cidades resistiram ao teste do tempo e resistiram bravamente à tentação do desenvolvimento urbano moderno e de seus confortos.

Alguns foram eleitos pela Unesco como Patrimônios da Humanidade, devido à sua importância como patrimônio histórico.

A sensação de voltar de voltar no tempo ao visitar esses lugares pode ser em parte devido à sua arquitetura predominantemente barroca, um estilo luxuoso e opulento que teve suas raízes na Itália, embora se estendesse a outros países e adquirisse suas próprias características.

Esse tipo de estética tem um forte apelo turístico e atrai viajantes do mundo inteiro.

Para este artigo, selecionamos três grandes cidades de alto valor histórico e representativas do nosso legado cultural que podem ser de especial interesse para os visitantes e aqueles que estão interessados ​​em aprender mais sobre o Brasil.

 

Ouro Preto

Localizada no sudeste do estado de Minas Gerais, Ouro Preto está fortemente associada à corrida do ouro no Brasil.

Seu nome deriva do aspecto peculiar do mineral na área, de tonalidade ligeiramente mais escura que o ouro comum.

Sua história remonta ao século XVIII.

Depois de uma descoberta de depósitos de ouro pelos bandeirantes – uma espécie de exploradores – grandes precipitações de ouro aconteceram, levando a um assentamento permanente na região.

Quando Ouro Preto ainda era uma colônia de Portugal, a cidade era apropriadamente chamada Vila Rica e costumava ser a antiga capital.

Está a cerca de 100 km da capital do estado, Belo Horizonte.

Entre seus muitos marcos, como a monumental Praça da Tiradentes, Ouro Preto possui um grande número de igrejas – algumas das quais foram decoradas com ouro, fontes, capelas e museus que exibem arte religiosa.

É uma cidade universitária da Universidade Federal de Ouro Preto e muitos de seus moradores são estudantes que moram em Repúblicas, uma espécie de casa de fraternidade.

A cidade é famosa pelas tradicionais festividades carnavalescas celebradas em suas ruas que duram dias, quando Ouro Preto de repente se vê lidando com um fluxo ainda mais intenso de visitantes.

O Festival de Inverno de Julho é também uma boa oportunidade para conhecer a cidade.

 

Tiradentes

Localizada em Minas Gerais, Tiradentes também é um importante destino turístico.

Tão pequeno quanto charmosa, a cidade recebeu o nome do mártir nacional.

Presta homenagem ao herói que liderou o movimento revolucionário que lutou pela independência do regime colonial de Portugal.

Tiradentes é conhecida por vários eventos que realiza ao longo do ano.

Os mais importantes são o Festival de Gastronomia, em agosto, onde chefs do exterior vêm para encantar os turistas com os melhores pratos da cozinha internacional, além de provar a comida mineira durante todo o ano.

Há também o Festival de Cinema em janeiro.

Atendido por vários diretores de cinema de destaque e com foco em produções nacionais, o evento conta com oficinas, debates e atrações musicais.

Outro destaque é a Maria Fumaça, locomotiva a vapor ainda em operação, que faz viagens diárias da estação de Tiradentes até a histórica cidade de São João Del Rey, numa viagem de 12 km.

Além das casas históricas e igrejas que compõem seu cenário, Tiradentes também é cercada por montanhas, a imponente e marcante Serra de São José.

Para aqueles que gostam de natureza, cavernas, cachoeiras, passeios de trekking e parques fazem parte de suas atrações.

 

Paraty

Possivelmente um dos lugares mais deslumbrantes do Brasil, Paraty é um destino turístico nobre no estado do Rio de Janeiro.

Seu nome é originariamente em Tupi, uma língua indígena, e significa Rio de Peixe.

Sua beleza está não apenas em sua arquitetura colonial bem preservada, mas também no espaço geográfico em que está situada: uma região que reúne o litoral, as montanhas e é cercada por florestas e ilhas tropicais.

Fundada no século XVI, a cidade também tem relação com a corrida do ouro anteriormente citada, e fazia parte da chamada “trilha do ouro”, uma estrada que liga Minas Gerais ao Rio de Janeiro e que servia para o transporte de ouro e outros bens – até mesmo escravos – antes de serem enviados para o exterior.

O centro histórico é o lar de muitos cafés, bares, restaurantes e lojas, e nenhum veículo motorizado é permitido, o que torna mais fácil para os turistas andarem livremente pelas ruas pavimentadas de paralelepípedos.

Depois de aproveitar a história e a cultura do centro histórico, pode-se focar nas belezas naturais que a cidade tem para oferecer.

A vila de Trindade fica a 30 km de Paraty. Costumava ser uma vila de pescadores, mas foi descoberta pelos hippies nos anos 70 e depois ocupada por aventureiros e surfistas.

Agora tornou-se um ponto turístico com muitas praias inspiradoras.

11 das mais belas praias do Brasil

11 das mais belas praias do Brasil

11 das mais belas praias do Brasil

 

Praia de Ipanema

Não é de surpreender que um biquíni tenha o nome do Brasil – o país não possui apenas belas praias, essas praias também são uma parte enorme de sua cultura, especialmente no Rio de Janeiro.

As praias são onde os moradores locais se reúnem – eles tomam sol, surfam e jogam vôlei de praia, mas também chegam até elas para se exercitar, comer e beber.

As praias brasileiras têm alguns dos calçadões mais animados do mundo e apresentam algumas das melhores – e mais bonitas – pessoas circulando.

 

Aqui estão 11 das melhores praias do Brasil:

 

  1. Baía do Sancho, Fernando de Noronha

Esta praia frequentemente fica no topo da lista de Melhores Praias do Mundo do TripAdvisor. Sim. Do mundo.

Rodeada por imponentes falésias, possui águas azuladas e incríveis recifes de coral cheios de tartarugas e peixes tropicais.

Também é muito isolada. Tanto que, para chegar lá você que têm de seguir basicamente uma estrada de terra sendo algumas muito íngremes, possuindo escadas frágeis que passam através de uma rachadura em uma parede de pedra.

 

  1. Praia de Ipanema, Rio de Janeiro

Esta é uma das praias urbanas mais incríveis do mundo, e ali no meio: “Garota de Ipanema” a canção foi inspirada nas mulheres impressionantes que exibem sua beleza nesta praia.

Mas se isso não é suficiente, há artistas, surfe épico e um calçadão movimentado, com barracas que vendem caipirinhas, bares em abundância e academias ao ar livre, onde as pessoas levantam peso a qualquer hora.

 

  1. Baía dos Porcos, Fernando de Noronha

Conhecida como Baía dos Porcos, é uma enseada impressionante cercada por rochas vulcânicas e cheia de incríveis poças de maré.

As piscinas de maré não só agem como banheiras de hidromassagem pessoais, naturais, mas também como aquários naturais, pois enchem-se de uma bela vida marinha.

 

  1. Praia do Jeri, Jericoacora, Ceará

A isolada e pequena cidade hippie de Jericoacoara (ou “Jeri”) tornou-se um ponto badalado moderno, atraindo tudo quanto é possível de proprietários de iates.

Para navegar e caminhar nas suas estradas não pavimentadas se faz necessário alguns transportes específicos como os conhecidos bugs utilizados nas dunas de areia.

A duna mais conhecida é chamada o Pôr do Sol, um dos poucos lugares do mundo de que para ver um ‘sol esmeralda’ – Começa com um tom verde e passa para um tom quente antes de desaparecer no horizonte e restarem apenas flashes solares.

 

  1. Parque Nacional dois Lençóis Maranhenses, Maranhão

Ok, não é realmente uma praia, mas esse lugar de outro mundo não pode faltar no Brasil.

Gigante, e com lindas dunas brancas de areia do deserto se enche de água verde durante a estação chuvosa, tornando-se um parque nacional de piscinas incríveis e lagoas, com milhares de diferentes trilhas em sua costa para explorar.

 

  1. Praia do Rosa, Santa Catarina

Este paraíso de surfe na costa sul do Brasil ainda é um pouco fora do comum.

As ondas são suaves e ideais para iniciantes, que podem ter aulas em uma das muitas escolas de surf.

No entanto, também há gigantescas ondas para surfistas avançados.

Obs. Em São Paulo conheça as melhores férias da sua vida, casa de férias em Ubatuba

  1. Lopes Mendes, Ilha Grande

Esta é uma das mais bonitas praias brasileiras.

Montanhas fazem um pano de fundo robusto para esta incrível praia de quase 3 km, cuja areia branca e fina é pontilhada com barcos de pesca coloridos.

A praia não é fácil chegar – você deve pegar um barco ou ir em uma caminhada de três horas através da exuberante floresta tropical – mas com certeza, vale a pena.

 

  1. Praia de Copacabana, Rio de Janeiro

Nenhuma lista estaria completa sem a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, um trecho de 4 km no meio da cidade que oferece vistas incríveis do famoso Pão de Açúcar.

Um imperativo para quem procura algum sabor local, a praia festa está alinhada com bares, fica caipirinha, e clubes, e um point para os surfistas, os amantes do sol, e também de voleibol e futevôlei.

 

  1. Porto de Galinhas, Ipojuca, Pernambuco

Esta praia cativante é consistentemente votada em uma das mais belas praias do Brasil, graças às suas águas incrivelmente claras e piscinas naturais.

De fato, foi eleita a “Melhor Praia Brasileira” nove vezes seguidas pela revista local Voyage & Tourism.

 

  1. Galês, Praia de Maragogi, Costa dos Corais

Esta praia é cercada por águas muito rasas – tão rasas que seus incríveis recifes de coral e vida marinha são facilmente explorados a pé na maré baixa.

Suas águas calmas e piscinas naturais são mundialmente famosas, por isso dezenas de operadores turísticos oferecem passeios de um dia para mergulhar com tubos de oxigênio.

 

  1. Praia do Arpoador, Rio de Janeiro

Essa praia é considerada o berço da cultura do surfe no Brasil e até hoje atrai viciados em adrenalina de todo o mundo.

Há aluguel de pranchas de surfe, academias ao ar livre e locais para se praticar capoeira, e para aqueles que querem dar um mergulho noturno, é uma das poucas praias iluminadas à noite.

As melhores cachoeiras do Brasil

As melhores cachoeiras do Brasil

As melhores cachoeiras do Brasil

A beleza natural de tirar o fôlego do Brasil é uma maravilha de se ver.

Quer viaje para as praias do Atlântico Sul ou para as selvas da Amazônia, você se lembrará da sua aventura no Brasil por toda a vida.

Muitos dos principais destinos naturais do Brasil se concentram em suas famosas cachoeiras, incluindo algumas que a UNESCO declarou como Patrimônio Natural da Humanidade.

 

Viajando para o Brasil

É melhor visitar as atrações naturais do Brasil durante a estação seca, que é de abril a setembro.

No entanto, como o Brasil tem muitos microclimas, você deve verificar com um guia local ou hotel antes de determinar o melhor horário para viajar.

Os cidadãos dos EUA devem obter um visto de turista antes de entrar no país.

Você pode solicitar um visto on-line no site do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

 

Cataratas do Iguaçu, Parque Nacional do Iguaçu

Cataratas do Iguaçu atravessa a fronteira Brasil-Argentina no canto sudoeste do Brasil.

Dois parques nacionais, o Parque Nacional do Iguaçu, no lado do Brasil, e o Parque Nacional do Iguaçu, no lado argentino, apoiam essa atração natural.

A UNESCO declarou tanto parques como Patrimônios da Humanidade.

O Parque Nacional do Iguaçu, localizado no remoto departamento do Paraná no Brasil, engloba cerca de 420.000 acres.

 

Centenas de pequenas cachoeiras conectadas, com uma distância de quase três quilômetros, compõem a cadeia das Cataratas do Iguaçu.

A névoa das quedas suporta uma abundância de vegetação tropical e vida selvagem nas florestas adjacentes.

As quedas, que caem em mais de 260 pés em alguns lugares, ficam ao longo de um vão do rio Iguaçu.

Saiba mais sobre aluguel e temporada de casas e apartamentos

Para chegar ao Parque Nacional do Iguaçu, você pode voar do Rio de Janeiro para Foz do Iguaçu; cerca de um vôo de duas horas.

Em Foz do Iguaçu, você pode contratar um guia particular ou participar de um grupo de turistas para visitar as cataratas.

A entrada para o parque custa menos de 60 reais e visitas guiadas normalmente custam entre 70 e 200 reais por até 10 horas.

 

O lado brasileiro das quedas oferece mais opções de exploração do que o lado argentino.

Do Parque Nacional do Iguaçu, você pode pegar um barco até o fundo das cataratas ou fazer um passeio de helicóptero para pairar sobre eles.

No entanto, um sistema de passarelas é a maneira mais comum de ver esse espetáculo natural.

 

Algumas visitas guiadas abrangem as quedas nos dois países, caso em que você deve levar o seu passaporte e ter quaisquer vistos necessários.

Você deve escolher um passeio que permita explorar as quedas por pelo menos quatro horas.

E certifique-se de levar roupas de chuva para proteger você e seus aparelhos eletrônicos.

 

Cachoeiras do Parque Nacional da Chapada Diamantina

O Parque Nacional da Chapada Diamantina, no Brasil, abrange quase 600 quilômetros quadrados de natureza selvagem, com dramáticos penhascos, planaltos, riachos suaves, florestas densas, rios revoltos e cachoeiras.

O parque é o lar de uma série de plantas e criaturas exóticas, como araras, orquídeas, veados, jaguares e dezenas de macacos.

Os pontos de natação naturais pontilham a paisagem e muitos ficam no fundo das espetaculares cachoeiras do parque, incluindo a Cachoeira da Fumaça, a cascata mais alta do Brasil, que desce impressionantes 1.100 pés.

O rio Riachinho é a força por trás da Cachoeira da Fumaça.

O rio atravessa cânions profundos, com imponentes formações rochosas vermelhas, serpenteia vales e forma lagos tranqüilos e cristalinos.

Moradores preferem cachoeiras menores no parque, que eles usam como toboáguas naturais.

 

A cidade de Lençóis é o melhor ponto de partida para visitar o Parque Nacional da Chapada Diamantina. O pequeno aeroporto de Lençóis, localizado a cerca de 32 km da cidade, recebe vôos diários da cidade costeira de Salvador.

Visitar o parque exige um pouco de caminhada, devido à infraestrutura precária.

Lojas em Lençóis carregam uma oferta completa de equipamentos para caminhadas e camping, e guias locais podem organizar passeios privativos e em grupo pelo parque.

Excursões em grupo originadas em Salvador podem custar de 2 a 3 mil reais para uma viagem de três ou quatro dias.

 

Cachoeiras do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Em 2001, a Unesco declarou o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros como Patrimônio Natural.

Localizado no centro do país, ao norte de Brasília, o parque cobre mais de 250 quilômetros quadrados e abriga tatus, onças, tucanos e centenas de espécies de plantas exóticas.

 

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros possui espetaculares formações rochosas e a NASA alega que a abundância de cristais de quartzo do parque o torna o lugar mais brilhante da Terra.

Sua diversidade geológica varia de florestas exuberantes a savana a paisagens rochosas que se parecem com a superfície da lua.

 

As muitas cachoeiras do parque são destaques do país das maravilhas naturais.

Viajando por São Jorge, você chega à cachoeira das Pedreiras, que forma uma piscina natural.

Mas a cachoeira Almecegas é a jóia da coroa do parque. Cascatas gêmeas caem 150 pés em uma dramática queda livre, em uma pequena piscina no fundo do vale.

 

O parque não cobra taxa de entrada. No entanto, os visitantes não podem passar pelo parque sozinhos; eles devem contratar um guia profissional.

Se você chegar cedo ao parque, poderá contratar um guia na entrada, localizada em Goiás, no bairro de São Jorge.

Se você é um amante das quedas de água irá se maravilhar pelo país.

Principais atrações turísticas no Rio de Janeiro

Eu adoro viajar

Principais atrações turísticas no Rio de Janeiro

 

Com suas praias de areia clara, montanhas gigantes e porto que remete a pintura, não é de se espantar que o Rio de Janeiro seja conhecido como a “cidade maravilhosa”.

Localizado na parte frontal do litoral do Atlântico Sul, é uma das maiores cidades do Brasil e agraciada com uma das mais estonteantes paisagens naturais.

Essa vista de encher os olhos é apenas um dos motivos pelas quais os visitantes se movimentam em fluxo para o Rio.

Na época de carnaval, as ruas ficam lotadas de canções e dançarinos fantasiados, atraindo foliões de todo o planeta.

Em qualquer época do ano, os turistas não vão cometer o crime de não conhecer as principais atrações turísticas do Rio de Janeiro.

 

  1. Arcos da Lapa

O Aqueduto da Carioca foi construído em meados do século XVIII como forma de abastecer o Rio de Janeiro com água potável do rio Carioca.

Uma das características do aqueduto era um segmento que consistia em duas histórias de enormes arcos.

Embora o Aqueduto da Carioca tenha sido fechado no final do século XIX, os arcos permaneceram.

Em 1896, decidiu-se usar o topo dos arcos para transportar um bonde que ligava o centro da cidade ao bairro de Santa Teresa.

Embora o bonde tenha fechado brevemente em 2011 devido a um acidente, ele ainda está em operação hoje, embora com serviço limitado.

Atualmente, os arcos são um ponto de encontro popular para os habitantes locais, especialmente à noite, quando a área ganha vida com vendedores de rua, música e dança.

 

  1. Teatro Municipal

Localizado no centro da cidade, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro é a principal casa de ópera do Rio de Janeiro.

Construído no início do século XX, é um belíssimo edifício neoclássico com espelhos dourados, colunas de mármore e escadarias de ônix verde.

Muitos consideram este edifício, inspirado na Ópera de Paris de Charles Garnier, como um dos mais belos do país.

Se você tiver uma chance, tente assistir a uma apresentação no Teatro Municipal.

Mas mesmo que você não tenha tempo ou não consiga ingressos para assistir a um show neste edifício, aproveite para fazer uma visita guiada a esse teatro luxuoso.

 

  1. Ipanema

A praia que ficou famosa na música da bossa nova “Garota de Ipanema” na década de 1960 continua sendo um dos pontos turísticos mais populares do Rio atualmente.

Com uma longa extensão de areias brancas e onduladas, Ipanema rotineiramente alcança o topo das listas de “Melhores Praias do Mundo” ano após ano.

A praia é cercada por uma rede bem organizada de lojas, cafés e restaurantes, além de uma variedade de galerias de arte, teatros e clubes.

Localizado na Zona Sul, Ipanema fica entre as praias de Copacabana e Leblon.

Postos marcam a praia em seções, e diferentes tipos de pessoas tendem a se reunir em cada área.

As famílias favorecem a seção entre os postos 11 e 12, enquanto a área próxima ao posto 9 atrai banhistas dedicados e artistas de roda livre.

 

  1. Copacabana

Separado de Ipanema, a oeste, pela praia do Arpoador (frequentada por surfistas), Copacabana tem uma atmosfera mais ativa do que seu vizinho igualmente famoso.

Os moradores do Rio conhecidos como cariocas, parecem sempre jogar futebol ou vôlei, e vendedores vendem suas bebidas e lanches dos quiosques que cercam a praia.

O Forte Copacabana, uma base militar com um museu de guerra aberto ao público, fica em uma extremidade da praia.

No comprimento da praia de frente para o forte, os pescadores oferecem as suas pescas matinais para venda.

Visitantes e cariocas gostam de passear pelo calçadão que margeia a praia de 4 km de comprimento.

Originalmente construído na década de 1930, o passeio apresenta um design ondulado em pedras pretas e brancas.

No interior do calçadão estão os hotéis e apartamentos de vários andares.

 

  1. Cristo Redentor

Empoleirada no topo do Pico do Corcovado, de 710 metros de altura, a estátua do Cristo Redentor está de braços abertos, olhando serenamente para a cidade.

A construção da estátua começou em 1922 durante o auge do movimento Art Deco, e a estátua de concreto e pedra-sabão é considerada a maior estátua projetada no gênero no mundo.

A maioria dos visitantes pega um trem de engrenagem vertical para chegar à base do cume.

De lá, os visitantes do monumento tiveram que subir centenas de degraus para chegar ao topo.

Hoje, elevadores e escadas rolantes estão disponíveis para encurtar a viagem.

 

  1. Estádio do Maracanã

Futebol é de longe o esporte mais importante do Brasil e o Maracanã é um dos marcos mais importantes do Rio de Janeiro.

O estádio de futebol de maior capacidade do mundo na época foi capaz de manter cerca de 200.000 pessoas quando abriu em 1950.

Nos tempos modernos, a capacidade foi reduzida devido a considerações de segurança e a introdução de assentos para todos os fãs.

Foi parcialmente reconstruída em preparação para a Copa do Mundo de 2014 e atualmente é capaz de acomodar 80.000 espectadores, tornando-se o maior estádio da América do Sul.

 

O Rio de Janeiro é parada obrigatória para turistas brasileiros e estrangeiros. Existem muitas outras atrações na cidade. Aproveite!

7 principais atrações turísticas de São Paulo

Viagens de lazer

7 principais atrações turísticas de São Paulo

 

A maior cidade do Brasil, São Paulo (ou Sampa), oferece uma intensa experiência cultural.

Plantas tropicais, pessoas carismáticas e cores vivas e brilhantes, sons e aromas cercam todos os viajantes daqui, a partir do momento em que saem do avião.

É uma cidade de caldeirão e tem populações grandes e integradas de culturas italiana e japonesa, entre outras.

Essa fusão de cultura criou uma bela combinação de arte, cena culinária e música que vale a pena explorar.

Aqui está uma pequena visão de algumas das principais atrações turísticas de São Paulo:

 

  1. Museu de Arte de São Paulo (MASP)

Casa da melhor coleção de arte europeia na América do Sul e, possivelmente, no Hemisfério Sul, o MASP é imperdível para qualquer amante de arte viajando para São Paulo.

A experiência artística começa antes da entrada, já que o projeto arquitetônico único criado por Assis Chateaubriand é uma obra em si.

A coleção é vasta e abrange vários dos mestres europeus mais conhecidos, incluindo Rubens e Rembrandt, Botticelli e Picasso, Goya e Cézanne, além de uma seção dedicada aos primeiros mestres das Américas.

O museu é grande, e aqueles que gostam de ver pinturas em profundidade devem planejar dois ou mais dias por lá.

 

  1. Teatro Municipal de São Paulo

Esta maravilha arquitetônica ornamentada e dourada foi criada para mostrar a importância de São Paulo na cena artística internacional.

Projetado após o Palais Garnier em Paris, o Teatro Municipal fez sua estréia mundial em 1922 como uma importante vitrine de artes quando sediou o ano da semana de arte moderna.

Recentemente restaurado à sua opulência original em 2011, o teatro continua a receber óperas de classe mundial e outras performances dramáticas, muitas vezes com estrelas internacionais.

 

  1. Museu da Língua Portuguesa

O objetivo deste museu é criar uma experiência interativa com a língua portuguesa que seja divertida e educativa tanto para os iniciantes quanto para os falantes nativos ao longo da vida.

Grande parte da apresentação se concentra na história da língua, das proto linguagens e das várias origens e culturas que falam a língua portuguesa.

Embora existam algumas nuances de linguagem que podem passar por cima de um não-falante, ainda há muito para ver, tanto para o linguista quanto para o viajante falando em português.

 

  1. Avenida Paulista

A Avenida Paulista, com 2,8 km de extensão, era originalmente uma rua residencial cheia de mansões grandes e ornamentadas, pertencentes aos barões do café.

Muitos deles foram demolidos nos anos 50 e substituídos por prédios grandes de vários andares.

Continua sendo um centro de luxo e negócios, e é muito parecido com o Park Avenue Meets Wall Street, em Nova York.

Hoje, muitos dos principais bancos de São Paulo fazem sua sede aqui, além de algumas das melhores escolas preparatórias do país.

A avenida é o lar de um parque nativo de seus dias de mansão, vários museus e centros culturais, e é uma das principais vias para desfiles da cidade, corridas de rua e outros eventos de orgulho.

 

  1. Pinacoteca do Estado

Considerado um dos mais importantes museus de arte do Brasil, a Pinacoteca abriga o mais antigo museu de arte de São Paulo.

O museu é um dos melhores exemplos da arte brasileira no mundo e abriga muitas das mais importantes peças brasileiras do século XIX, além de algumas exibições modernas.

Ele também contém um número de obras europeias e algumas exibições em artesanato artesanal, como fabricação de papel.

O museu pode ser encontrado em uma grande mansão do século XIX no Jardim da Luz, no centro da cidade.

 

  1. Parque do Ibirapuera

A resposta de Sampa ao Central Park, o Parque do Ibirapuera, serve como um grande local de lazer e é uma das principais atrações turísticas de São Paulo.

Possui caminhos para caminhadas e corridas, ciclovias, bosques, lagos, quadras esportivas e áreas para relaxamento que atraem moradores da cidade de todas as idades.

Bicicletas podem ser alugadas também. Existem vários edifícios e esculturas aqui, incluindo vários museus e igrejas, juntamente com um grande obelisco comemorativo da revolução e uma estátua de Pedro Álvares Cabral.

Todo o parque tem vista para um lindo lago. A entrada no parque é gratuita, exceto quando se trata de eventos especiais.

 

  1. Distrito da Liberdade

A Liberdade é considerada o distrito japonês de São Paulo, embora atualmente mais chineses e coreanos habitam esta área, com muitos dos japoneses étnicos tendo se mudado para áreas mais sofisticadas.

A entrada é encontrada por um grande arco vermelho que é usado na arquitetura japonesa antiga para marcar a entrada dos templos xintoístas.

Uma feira semanal acontece na praça principal, onde artesanato tradicional de inspiração asiática e asiática pode ser vendido na rua.

Importações japonesas de todos os tipos, grandes mercados asiáticos e outras lojas japonesas são encontradas em abundância aqui.

A Praça da Liberdade e as ruas vizinhas abrigam várias celebrações. Entre os mais populares estão o Ano Novo Chinês e Sendai Tanabata Matsuri, em julho.

A cidade da garoa é o coração do Brasil e têm muito a oferecer. Explore e se surpreenda.